23 Maiores lições que aprendi em meus 23 anos

Publicado por JulianaZati em

Ao completar 23 anos, senti que não foi só a idade que mudou, eu comecei a ver a vida de outro ângulo. Todos os acontecimentos da minha vida me moldaram e foram essenciais para ser quem sou hoje. Tudo teve um efeito decisivo nas escolhas que fiz, nas pessoas que conheci e na pessoa que me tornei!

Abaixo eu vou te contar as 23 maiores lições que aprendi até agora!

1. Amor próprio é essencial

A jornada desses meus 23 anos me ensinaram que eu precisava gostar mais de mim.

Eu comecei a compreender e aceitar que a perfeição não existe, que ninguém é 100% bonito e 100% feio, todos nós temos grandes qualidades e que a maioria dos “defeitos” que enxergamos em nós apenas nós é quem vemos.

Me amar e me sentir segura com quem eu sou me fez evoluir e me libertar.

2. É na vulnerabilidade que o crescimento acontece

Sempre fui muito medrosa, eu tinha medo do julgamento das pessoas e após 3 anos trabalhando anonimamente com blogs foi quando decidi blogar publicamente, criando meu próprio blog.

Com isso, eu fique vulnerável ao julgamento das pessoas, parecia assustador e uma péssima ideia, mas foi quando eu mais cresci, profissionalmente e pessoalmente.

Eu não estaria onde estou hoje e nem teria conquistado o que eu conquistei se não tivesse me tornado vulnerável!

2. Meu autojulgamento negativo está errado

A quantidade de tempo que eu perdi analisando e imaginando o que cada pessoa que eu conhecia pensaria de mim é imensurável!

As conversas negativas que ocorriam em minha mente me faziam acreditar que tudo o que eu dizia estava errado, que eu devia me calar e nunca expressar minha opinião.

Mas, aprendi que não importa o que vão pensar sobre o que eu disser, é a minha opinião e ninguém é obrigado a concordar com ela. Passei a silenciar as vozes negativas da minha cabeça e a ouvir as vozes amorosas! Foi o que me levou a 3° lição.

3. Parar de se importar é libertador

Eu passei a não me importar mais com a opinião dos outros sobre mim. Se alguém falar mal de mim, por mim tudo bem, eu não quero saber! 

Parece clichê, mas o que as pessoas dizem sobre mim dizem mais sobre elas do que sobre mim. Se uma pessoa só espalha ódio e desamor eu não preciso me importar com isso, eu só preciso focar no meu desenvolvimento pessoal e não no que estão dizendo por aí!

4. Ser egoísta não é crime!

Há um certo preconceito sobre o egoísmo. É visto como um ato cruel e narcisista. 

Mas, os chamados “atos egoístas” de amor e bondade para o seu próprio bem-estar mental são necessários. Você pode dizer não quando você não quer fazer algo, você precisa colocar suas vontades em primeiro lugar. 

Você tem permissão para negar um favor quando você quiser. Custou muito aprender isso, mas finalmente consegui!

5. Tudo bem fracassar, eu só não posso desistir

O fracasso faz parte da vida, só fracassa quem tenta. Eu descobri que o fracasso é o que me faz crescer, aprender e evoluir para não errar mais.

Eu passei a ver o fracasso com outros olhos e aprendi que eu posso fracassar quantas vezes for, mas se eu não desistir, uma hora eu acerto!

6. Algumas pessoas são assustadoras, mas a maioria é boa

Frequentemente encontramos pessoas grosseiras e desagradáveis em nossa vida, mas eu percebi que eu não preciso me importar e nem conviver com pessoas assim. Eu escolho quem permanece e quem sai da minha vida e a grosseria de ninguém vai estragar meu dia!

7. Falhas e erros fazem parte do aprendizado

Todos nós vamos experimentar fracassos e vamos cometer erros com frequência, mas eles podem ser vistos como bênçãos disfarçadas. 

Se analisados ​​de outro ponto de vista, os ensinamentos dos nossos erros nos fazem amadurecer e também a valorizar os nossos acertos.

8. Eu sou mais do que meu corpo

Ser ativa e ter uma alimentação saudável é importante, mas se magoar com as estrias, as celulites e as espinhas não vale a pena.

Eu descobri que sou muito mais do que minha aparência. 

9. Não devo me encolher para caber no molde de ninguém

Eu gostaria de poder mostrar a Juliana do passado que ela pode ser quem ela quiser, que não deve se moldar a amizades, relacionamentos e nem aos seus próprios pais e isso me leva a lição 10!

10. Minhas escolhas são só minhas

Eu custei a aprender que meu corpo é MEU, que me cabelo é MEU e que as escolhas que eu fizer a meu respeito vão ser MINHAS escolhas e de mais ninguém e que as consequências de minhas escolhas também são minhas e que ninguém pode me dizer o que eu devo ou não fazer.

Quando descobri isso, parei de fazer o que outras pessoas queriam apenas para satisfazer as vontades delas. Passei a fazer minhas próprias escolhas e a lidar com as consequências delas!

11. Um quarto arrumado é uma mente arrumada

Manter meu quarto limpo e arrumado determina o meu humor quando acordo e a qualidade do sono que terei a noite.

Eu trabalho no meu quarto, enquanto escrevo isso, estou no meu quarto, eu passo metade do meu dia dentro do meu quarto, então quando ele está arrumado e limpo, tudo fica melhor!

12. A comparação é inútil

Todos nós percorremos as redes sociais vendo fotos de outras pessoas. Examinamos, ficamos frustrados e deprimidos quando vemos outra pessoa levando a vida que queríamos levar.

Na realidade, comparar nosso caminho ao caminho de outra pessoa é tão útil quanto comparar uma maçã com um limão. Se inspire em outras pessoas, sim. Mas, evite a comparação sempre que possível.

13. As pessoas vão tentar me derrubar, então vou fazer disso uma motivação

Muitas vezes, a crítica dos outros podem desempenhar um papel importante na nossa vida. Mas, eu percebi que a única pessoa que sabe o que é bom para mim, sou eu! É a minha jornada da vida e eu não posso cair baseado na crítica de outra pessoa.

A partir de agora, eu uso as críticas como um incentivo!

14. Quando tudo estiver ruim, pegue uma xícara de café e relaxe

Nem todos os dias são bons para mim, há dias que eu me sinto deprimida e sem vontade de fazer nada e eu me permito descansar, ficar a toa e tomar meu café.

Não dá para ter um dia feliz sempre, então eu me permito viver o sentimento que estou no momento e no dia seguinte me levanto e dou a volta por cima. 

15. Nem todo mundo quer ver sua felicidade

Aos 23 anos, eu aprendi que nem todo mundo quer ver a minha felicidade e que a felicidade incomoda a muita gente.

Eu descobri que a grande maioria das pessoas não querem saber das minhas conquistas, querem saber apenas dos meus fracassos, que nem todo mundo se alegra com a minha alegria e que ver alguém se entristecer com a alegria alheia é a maior demonstração de inveja que existe!

16. Gastar mais tempo sendo grato e menos tempo reclamando

Eu anoto todos os meus sonhos e objetivos. Anoto quando eu vou alcançá-los e o que eu vou fazer para conseguir alcançá-los. Anoto todos os detalhes e me dedico a realizar. Agradeço constantemente tudo o que eu tenho e principalmente as coisas que o dinheiro não pode comprar, como a saúde, uma família unida e feliz!

17. Aprendi a ignorar pessoas tóxicas

A toxicidade pode vir de um membro da família, uma amizade ou um relacionamento. 

Se um membro da família me faz mal, eu aprendi que devo me afastar, independente de quem seja, ninguém é obrigado a conviver com alguém que te faz mal, que tira a sua paz e exala negatividade ao seu redor. Aprendi que devo manter na minha vida apenas quem me faz bem!

18. O riso é o melhor remédio

Eu vou dizer isso mil vezes. Rir é o melhor remédio, seja uma risadinha infantil ou uma risada até as lágrimas escorrerem, rir e maravilhoso.

19. Vai dar tempo!

Eu aprendi que não preciso ter tudo planejado o tempo todo. E tudo bem. Eu percebi que tenho tempo para descobrir isso. Por enquanto, eu priorizo abrir espaço para a alegria, reservar tempo para trabalhar com o que eu sou apaixonada e priorizar viver uma vida sem arrependimentos!

20. A realização dos meus sonhos depende só de mim

Aos 23 anos, eu aprendi que ninguém pode realizar meus sonhos por mim, que eu não posso esperar ninguém me ajudar, porque ninguém vai! Se eu não correr atrás dos meus sonhos e batalhar por eles nada vai acontecer, eu não posso esperar que as oportunidades caiam do céu, se eu não lutar, minha vida nunca vai mudar e é preciso aceitar isso.

21. Estabilidade não existe

É como o Flávio Augusto, fundador da Wise Up sempre diz: Estabilidade não existe! 

A saúde não é estável, os relacionamentos não são estáveis, um emprego não é estável e nem a felicidade é estável, na vida tudo muda o tempo todo e precisamos trabalhar diariamente para manter a saúde, os relacionamentos, o emprego e a felicidade, entre outras coisas da vida.

De uma hora para outra tudo pode mudar! As coisas não estão totalmente no nosso controle e é preciso estar ciente disso.

22. Se preocupar com o futuro é inútil

Por muito tempo eu me preocupei com o futuro, eu não vivia o presente e estava sempre pensando o que iria acontecer no dia seguinte, ou daqui a alguns anos.

Esse hábito me impedia de ser feliz, porque eu estava pensando como seria depois e isso me deixava ansiosa e preocupada com coisas que talvez nunca aconteceriam.

Viver o presente me libertou e hoje em dia quando me pego pensando no futuro rapidamente tento parar e focar no agora!

23. Nossos pais não sabem o que é melhor para nós!

Foi somente aos 23 anos que pude compreender que meus pais querem o melhor para mim, mas que eles não sabem o que é melhor, eles me desejam o bem, mas eles não podem fazer escolhas por mim.

Eu aprendi que não sou meus pais, eles podem me aconselhar, e tudo bem, mas não sou obrigada a fazer o que eles querem, eu sou uma pessoa única e somente eu sei o que é melhor para mim. 

Você se identificou com alguma dessas lições? Comente abaixo quantos anos você tem e quais lições aprendeu até agora!


JulianaZati

Olá, eu sou a Juliana Zati e estou muito feliz em te ver no meu blog! Aqui eu tento passar um pouquinho do que eu vivi e aprendi e espero te inspirar de alguma forma.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *